quinta-feira, 14 de outubro de 2010


É mapa, 
é trilha
é chão, 
uma só direção.
É passagem,
é viagem,
é sol em meio a estiagem.
É uma nascente
que banha 
e alenta.
Fujo, 
sigo,
driblo
E só há um sentido.
É um caminho que conduz
e uma vereda que seduz.

2 comentários:

Nina disse...

L,
O caminho de cada um se bifurca nos dando mais opções, mas as vezes essas opções é o que nos mata... Pois nem sempre escolhemos a certa.
Bjs

Marcela Ohana disse...

obrigada pela visita no meu, seus textos tb são muito lindinhos.

beijos

Postar um comentário